Você sabia que muitas pessoas são médiuns de incorporação mas não sabem disso? Elas tem a mediunidade desequilibrada e sofrem com os sintomas de mediunidade de incorporação sem se darem conta de que seu sofrimento pode ser aliviado.

Por isso, é preciso conhecer estes sinais a fim de descobrir se você é médium para equilibrar sua mediunidade, podendo viver com mais harmonia e felicidade. Neste artigo explicaremos tudo sobre o assunto e listaremos diversos sintomas da mediunidade de incorporação, confira!

O que é mediunidade de incorporação?

A mediunidade de incorporação é uma faculdade mediúnica que permite que uma pessoa tenha seu corpo utilizado por um espírito desencarnado a fim de realizar ações e promover uma comunicação.

Além disso, precisamos ressaltar que incorporação não é um termo adequado para o fenômeno. Isto porque ele é muito genérico e também porque induz quem ouve o termo a um erro de compreensão.

Afinal, neste tipo de mediunidade o desencarnado não entra no corpo do médium. O que ocorre é uma espécie de domínio parcial que ocorre através da interação entre os fluidos que compõe o médium e os fluidos do Espírito desencarnado.

Allan Kardec, Codificador da Doutrina Espírita (Espiritismo), nos explica em seu livro: “Resumo da Lei dos Fenômenos Espíritas” que o ser humano encarnado é composto de três partes:

  1. Alma
  2. Perispírito
  3. Corpo Físico

O perispírito é um corpo sutil fluídico, leve e indestrutível que liga a alma ao corpo físico. É através dele que a alma faz o corpo agir e percebe as sensações experimentadas pelo corpo físico.

Portanto, nem mesmo a nossa alma está dentro do nosso corpo físico. Assim, também não é verdade que um espírito entra no corpo de alguém durante a incorporação.

Após a morte do corpo físico, somente resta ao humano desencarnado um perispírito e uma alma. A isto é dado o nome de Espírito.

Este espírito desencarnado pode atuar sobre seu próprio perispírito, fazendo-o interagir com o perispírito do médium encarnado a fim de promover ações no corpo físico do médium.

Portanto, a incorporação é a ação de um espírito desencarnado sobre o perispírito do médium, gerando efeitos no corpo físico do mediador.

Estes efeitos podem ser diversos. O desencarnado pode dominar um ou mais órgãos do médium, conseguindo dominar membros e até fazer o corpo do médium se movimentar como ele desejar.

Quais os sintomas da mediunidade de incorporação?

A incorporação mediúnica gera sintomas variados e pode ser motivo de muito sofrimento para o médium que ainda não domina sua mediunidade. Confira alguns dos sintomas a seguir:

  • Formigamentos, arrepios, ondas de calor ou frio
  • Percepção de energias e sensação de toques pelo corpo
  • Vontade de chorar do nada e outras emoções súbitas
  • Fortes ruídos nos ouvidos ou zumbidos
  • Tonturas e náuseas
  • Bocejos constantes e nó na garganta
  • Movimentos involuntários nos membros
  • Confusão e perda momentânea de consciência
  • Incorporar espíritos
  • Pressões pelo corpo
  • Mudanças de personalidade temporárias
  • Ver ou ouvir espíritos que pedem para incorporar
  • Sonhar que está incorporando
  • Espasmos pelo corpo

Muitos destes sinais podem ser assustadores e são acompanhados de emoções conflitantes.

Por isso, recomendamos que você procure ajuda médica para afastar qualquer possibilidade de uma causa orgânica estar gerando estes fenômenos.

Após afastar qualquer possibilidade de causa orgânica, investigue a questão do ponto de vista espiritual.

É preciso trabalhar a mediunidade de incorporação?

Como dissemos anteriormente, a mediunidade de incorporação pode ser fonte de muito sofrimento quando está em desequilíbrio. Por isso, é interessante trabalhar sua mediunidade para que você obtenha maior domínio sobre ela.

A este respeito, trabalhar a mediunidade não é uma questão de obrigação ou missão, mas sim uma questão de escolha e amor próprio. Se você desenvolve sua mediunidade de forma satisfatória, você passa a ter mais controle sobre ela.

Deste modo, ela não consegue mais lhe causar tanto sofrimento pois você detém maior conhecimento e domínio sobre a mediunidade. Assim, ela se torna uma ferramenta para sua evolução espiritual e deixa de ser um fardo.

Como desenvolver a mediunidade de incorporação?

Você pode desenvolver sua mediunidade de incorporação em algum centro espiritualista que trabalhe com a mediunidade de forma séria e organizada.

Estes locais podem lhe fornecer todo o apoio e suporte para que sua mediunidade desabroche de forma confiável e segura.

Evite desenvolver sua mediunidade de incorporação sozinho pois ela pode ser bem difícil de controlar para os iniciantes.

Prefira procurar a ajuda de pessoas que já estão habituadas a este tipo mediúnico.

Você pode encontrar ajuda em:

  • Centros Espíritas
  • Centros de Umbanda
  • Centros de Candomblé
  • Outros centros espiritualistas

Como podemos ver ao longo deste artigo, a mediunidade de incorporação é um fenômeno muito interessante mas que pode ser bastante desafiador.

Por isso, é preciso conhece-la a fundo para não sofrer com os sintomas da mediunidade de incorporação.

Categorias: Mediunidade